segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Via Lactea

Toda história do mundo se repete
dentro do meu corpo
Cartago cai e Roma se
expande
germanos, arianos, visigodos
ameríndios
descobrimos pinturas em cavernas
conquistamos a China

Nosso corpo é um Big Bang em expansão
e colapso constante
(se você encostar o ouvido na pele
de longe ouvirá o estouro de poeira cósmica
ou ruínas se desfazendo)

No seu corpo também escuto o canto de animais extintos
posso sentir as frequências de naves espaciais
Galáxias inteiras
numa espinha que surgiu

Fechamos os olhos
o cheiro de novidade surge:
o milho, o café, o álcool acabaram
de ser descobertos
Meus olhos trazem angústia e medo
do apocalipse do seu corpo que se anuncia
toda vez que nos tocamos
mas às vezes tenho dúvidas
se não é apenas
o início dos tempos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário